Helibras busca parceiros para ampliar sua rede nacional de apoio ao cliente

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Empresa apresentará as melhorias já realizadas e buscará novos parceiros durante Seminário Latino Americano de Suprimentos e Serviços para Aviação

A Helibras apresentou na terceira edição do LAASS – Seminário Latino Americano de Suprimentos e Serviços para Aviação as melhorias e conquistas obtidas pela empresa na área de apoio ao cliente, e buscará ampliar sua rede nacional de manutenção e reparos por meio da homologação de oficinas parceiras em locais onde a empresa não possua uma base própria.

Durante o evento, que aconteceu nos dias 8 e 9 de setembro em São Paulo (SP), o gerente de Suporte ao Cliente da Helibras, Wellington Amorim, e o supervisor de Processos Logísticos Edson Mendes fizeram uma palestra sobre o “Novo conceito de suporte logístico pela Helibras”, destacando a criação de seu Centro de Suporte ao Cliente (CSC) e a habilitação da empresa pela Receita Federal como única fabricante de helicópteros autorizada a operar o regime de despacho aduaneiro expresso Linha Azul, que reduz o prazo de importação e exportação de sobressalentes e peças de reposição para os clientes.

“A participação no evento foi uma oportunidade para a Helibras conhecer e selecionar, por exemplo, novos fornecedores de materiais estruturais e aviônicos. Mas o Seminário nos permitirá, especialmente, identificar e reconhecer novos centros de manutenção que se enquadrem nas especificações da empresa, e que possam oferecer serviços com a mesma qualidade e o mesmo nível de capacitação tecnológica do atendimento prestado pela Helibras como fabricante, com o objetivo de ampliarmos nossa presença e nos aproximarmos ainda mais dos clientes em todo território nacional”, explica Amorim.

O projeto de expansão da rede nacional de reparos da Helibras inclui o treinamento de mecânicos, o repasse de materiais e ferramentas, tais como os utilizados nas oficinas próprias da empresa em São Paulo e Itajubá (MG), e a homologação final da empresa e da matriz Airbus Helicopters para que a oficina seja credenciada e se incorpore à rede da companhia. A primeira parceira que está realizando este processo é a Helisul, em Curitiba (PR).

As novas oficinas serão mais um braço de apoio ao trabalho do Centro de Suporte ao Cliente. Inaugurado em 2013, o CSC é responsável por receber, gerenciar e resolver todas as demandas de operadores de helicópteros da marca Helibras/Airbus Helicopters no Brasil, em qualquer segmento de mercado. Somente neste primeiro ano, o Centro já atendeu mais de 20 mil linhas de pedidos, com um percentual crescente de 85% de atendimento dentro do prazo e a dedicação de uma equipe exclusiva para casos de urgência, sete dias por semana. Além disso, mais R$ 50 milhões foram investidos em novas peças para estoque.

Localizado na cidade de Atibaia (SP), escolhida pela proximidade com São Paulo e Minas Gerias por rodovias e o fácil acesso aos principais aeroportos do Estado, o prédio também abriga todo o centro de logística da empresa, organizando e distribuindo de um único ponto peças, ferramentas e materiais necessários para reparos e manutenções. Com a obtenção do regime de importação e exportação Linha Azul, o recebimento e envio de componentes para a matriz Airbus Helicopters, na França, também é realizado de maneira mais ágil e eficiente, reduzindo o tempo de cinco dias para 24 horas.

Entre as demais ações de apoio ao operador, a Helibras oferece um serviço de orientação online, sugerindo procedimentos de manutenção e aconselhamento sobre a melhor forma de utilização do helicóptero. Mantêm, ainda, equipes com dedicação exclusiva in-loco, responsáveis pelas manutenções preventivas, corretivas e controles técnicos na base do cliente, onde são realizadas as operações da aeronave.

Fonte: Convergência Comunicação Estratégica.

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários