- Anúncio -

Coréia do Sul – O Ministério da Saúde informou que, oito anos após sua entrada em operação, mais um helicóptero aeromédico tornou-se parte integrante da infraestrutura de transporte de emergência da Coréia do Sul. Trata-se de um Airbus H225 (EC225LP), denominado Atlas 01.

De acordo com o Ministério, os helicópteros do serviço médico de emergência (EMS) realizaram cerca de 9.000 voos e transportaram cerca de 8.300 pacientes graves, além daqueles que vivem em áreas remotas e que não são facilmente alcançadas por ambulâncias convencionais.

Os seis helicópteros em serviço atualmente realizam suas missões para salvar vidas de maneira eficaz e econômica, com cada unidade custando de 3 a 4 bilhões de won (US$ 2,5 a 3,3 milhões) para operar por ano.

Os helicópteros atuais, que são alugados e operados por grandes hospitais universitários em cooperação com os bombeiros de seis províncias (Incheon, Gangwon, Chungnam, Jeonbuk, Jeonnam e Gyeongbuk), podem cobrir todo o país.

O Ministério disse que, enquanto os helicópteros AW109 e AW169 que realizaram a maior parte dos voos aeromédicos, no passado, operavam apenas VFR diurno. Com a introdução do sétimo helicóptero na frota, o Airbus H225 permitirá operação 24 horas a partir da província de Gyeonggi.

A aeronave foi chamada de Atlas 01 em homenagem ao diretor do Centro Médico Central de Emergência, Yoon Han-deok, que se dedicou à construção do sistema médico de emergência coreano.

O helicóptero têm um alcance de quase 840 quilômetros, o que lhe permite voar para qualquer parte da Coréia do Sul a partir de sua base no Hospital Universitário Ajou, em Suwon, capital da província de Gyeonggi, a 45 quilômetros ao sul de Seul. Ele pode transportar seis pacientes ao mesmo tempo e levar 21 pessoas.

Um acordo para pouso do helicóptero aeromédico assinado entre a província de Gyeonggi e o Hospital Universitário de Ajou, 1773 lugares como prédios públicos e terrenos escolares serão usados ​​como locais de embarque e desembarque.

Enquanto os helicópteros em operação são todos fabricados no exterior, no futuro, serão usados os helicópteros KUH-1 Surion fabricados pela Korea Aerospace Industries (KAI), em parceria com a Airbus.

Relatórios de 2018 do Ministério da Saúde e Bem-Estar e Fundação Nacional de Cooperação Acadêmica da Universidade Nacional de Seul (use o Google Tradutor)

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários