Implantação de um sistema de policiamento aéreo preventivo

OTACÍLIO SOARES DE LIMA

A Polícia Militar vem evoluindo ao longo de sua história, procurando atender aos anseios e necessidades da população paulista.

Em 1983, a Corporação recorreu ao uso de helicópteros para auxiliar na reversão de um quadro de instabilidade que afligia o Brasil e ameaçava a ordem pública em São Paulo. Em 1984, foi criado o Grupamento de Rádio Patrulha Aérea – GRPAe com a entrega do primeiro helicóptero pelo Governo do Estado.

Desde essa época, sempre procuramos vivenciar o dia a dia da Unidade, a sua implantação; o processo evolutivo, como seu integrante, participamos de todo o universo de atividades no emprego operacional.

A inspiração para escolha deste tema é decorrente de um convencimento íntimo, surgido de estudos, pesquisas e a experiência pessoal acumulada nos últimos dez anos.

A nossa proposta pretende demonstrar que, sendo o helicóptero um multiplicador de forças, a implantação de um Sistema de Policiamento Aéreo Preventivo na Região Metropolitana da Capital e nas cidades de porte médio e grande do interior do Estado deverá reduzir os altos índices de criminalidade, oferecendo mais segurança para a população com vantagens econômicas para o Estado.

Para o desenvolvimento do trabalho, recorremos a fontes e começamos no Capítulo I trazendo algumas informações históricas sobre os primeiros passos dados na invenção do avião e do helicóptero. A implantação de ambos nas atividades policiais por organizações americanas. As organizações policiais usadas no Brasil, explorando a experiência da Polícia Militar de São Paulo.

No Capítulo II, foram inseridos os dispositivos de Lei que estão afetos à Corporação no tocante à atividade aérea.
O Capítulo III traz uma pesquisa de campo realizada pela Universidade do Sul da Califórnia. Trata-se de uma experiência realizada em 1968, na cidade de Long Beach, nos Estados Unidos, sobre os efeitos do policiamento aéreo nos índices de criminalidade. Abordamos os resultados alcançados em São Paulo com a implantação, dando ênfase àqueles atingidos à epoca

No Capítulo IV, chamamos a atenção para problema da violência criminal que vem crescendo nos últimos tempos afetando a todos indistintamente.

No Capítulo V, encontramos dados sobre o crescimento indiscriminado da Capital e Grande São Paulo, os reflexos disto a nível de segurança pública. Em contrapartida, fazemos uma abordagem sobre as dificuldades que a Corporação vem encontrando, principalmente quanto ao déficit de efetivo e os reflexos que isso representa no cumprimento de sua missão constitucional, afetando diretamente o policiamento preventivo.

E finalmente, no Capítulo VI, apresentamos sugestões para implantação.


Faça o download da monografia


O Autor: Otacílio Soares de Lima é Cel Res PM da PMESP. Foi piloto do Grupamento de Radiopatrulha Aérea da PMESP por 18 anos e 11 meses e também comandou essa unidade. Atualmente é Diretor na BRAVIO – Brasil Avionics. Formado em Direito pela FMU de São Paulo e pela Academia de Polícia Militar do Barro Branco. Este trabalho foi resultado do Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais realizado no CAES da PMESP, em 1994.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

16 + seis =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários