Nova portaria normatiza serviço operacional aéreo de segurança em Alagoas

Alagoas – O Grupo de Operações Aéreas (GOA) foi instituído na Secretaria de Estado da Defesa Social de Alagoas e Ressocialização (Sedres) pelo secretário Alfredo Gaspar de Mendonça Neto.

Com o intuito de dar apoio administrativo e operacional ao policiamento aéreo, às ações de resgate aéreo, transporte aeromédico e de defesa civil, o grupo composto por policiais militares, bombeiros militares e policiais civis foi normatizado através da PORTARIA Nº 297/GS/2015. (Clique e confira a portaria)

grupo aereo site

O Estado de Alagoas tem três helicópteros à disposição da segurança pública. Um deles, o helicóptero AS350 B2 Esquilo (Falcão 03), adquirido por meio do convênio 433/2008-Senasp/MJ, deve ser utilizado em ações exclusivas de segurança pública e defesa civil; o helicóptero Bell Jet Ranger III (Falcão 04) e uma aeronave transferida do Gabinete Militar para a Sedres.

Para a instituição do GOA, o secretário se baseou no Regulamento Brasileiro de Homologação Aeronáutica de número 91 (RBHA 91), subparte K, que trata das operações aéreas de segurança pública e defesa civil e define as atribuições dos órgãos de segurança pública em âmbito nacional.

Todos os pilotos de helicóptero, tripulantes operacionais e técnicos, técnicos em manutenção de aeronaves, apoio solo e aeronaves são lotadas nos órgãos integrantes do sistema de segurança pública do Estado de Alagoas.

O grupo instituído é composto por homens e mulheres – estas atuando como copiloto, tripulantes, técnica em manutenção de aeronaves, apoio solo e na inteligência – exerce suas atividades sob a coordenação direta do Secretário de Estado da Defesa Social e Ressocialização.

Fonte: Agência Notícias Alagoas, Amélia Sandes.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

quinze − catorze =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários