EUA – A Bell Textron anunciou a venda de dois helicópteros SUBARU BELL 412EPX para a Unidade de Aviação do Departamento de Polícia de Nova York. As duas aeronaves serão o nono produto da Bell a se juntar à frota de helicópteros da NYPD e serão configuradas para missões de busca e salvamento (SAR).

“O Departamento de Polícia da cidade de Nova York está excepcionalmente satisfeito em adicionar essas aeronaves de alta qualidade à nossa frota”, disse o vice-inspetor do NYPD Louis Soviero, comandante da Unidade de Aviação.

“Como uma das primeiras divisões policiais no mundo, a Unidade de Aviação do NYPD realiza missões de busca e resgate aéreo/marítimo, suporte tático, segurança portuária, operações antiterroristas, funções de patrulha e muito mais. Esse trabalho crítico depende profundamente do desempenho e da confiabilidade de nossas aeronaves – e o NYPD está totalmente confiante de que essas aeronaves melhorarão nossa frota e aprimorarão nossa missão de segurança pública”.

Bell e NYPD compartilham uma longa história que remonta o ano de 1948, quando um Bell 47, o primeiro helicóptero Bell foi usado como parte de uma equipe policial, juntou-se à Unidade de Aviação da NYPD.

O NYPD atualmente opera dois Bell 412EPs, um Bell 407 e quatro Bell 429s em uma variedade de missões, desde busca e salvamento no mar até serviço de inteligência. A Unidade de Aviação da Polícia de Nova York também conta com um Cessna Caravan 208EX para combater o contraterrorismo.

Certificado em 2018, o SUBARU BELL 412EPX possui um peso interno máximo aumentado de 12.200 libras, peso externo de 13.000 libras e até 5.000 libras de carga no gancho. O helicóptero possui capacidade de transportar mais suprimentos e realizar operações com mais eficiência.

Polícia de Nova York adquire dois helicópteros SUBARU BELL 412EPX para missões de busca e salvamento.

Escreva um comentário

cinco × 3 =

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.
Ao enviar esse comentário você concorda com nossa Política de Privacidade.

Comentários

comentários