PT-HLU da EFAI sofre incidente em instrução e pilotos passam bem

Um piloto e dois alunos da Escola de Pilotagem (EFAI) levaram susto na tarde de 19 de dezembro. Os três estavam dentro de uma aeronave que teve problemas no Aeroporto Carlos Prates, Região Noroeste de Belo Horizonte. Uma das pás da aeronave tocou o cone de cauda e o eixo do rotor de cauda acabou rompendo. Ninguém ficou ferido. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) vai investigar o que causou o acidente. O terminal ficou fechado para pousos e decolagens uma hora e 22 minutos.

danielpopinga

De acordo com João Bosco, diretor da Efai, a pane aconteceu durante uma aula de instrução de voo. “Foi um incidente de instrução. São coisas que não gostamos que aconteça mais que a gente sabe que acontece. A aeronave chegou com pouca rotação ao tocar o solo. As pás têm um abatimento comum durante o pouso. Ao tocar no solo com muito pouca rotação, a pá sofreu um impacto maior e tocou no cone de cauda. Com isso, o eixo do rotor de cauda acabou rompendo”, explica.

As três pessoas que estavam no Helicóptero Esquilo, prefixo PT-HLU, não sofreram ferimentos. “Graças a experiência do piloto, não tivemos grandes prejuízos e nenhum dano às pessoas que estavam no helicóptero”, diz Bosco. A aeronave foi retirada da pista e encaminhada para um hangar do Aeroporto Carlos Prates.

De acordo com a Infraero, o aeroporto ficou fechado para pousos e decolagens das 15h03 até às 16h25.

Em agosto de 2008, um helicóptero AS 50 Esquilo também caiu na cabeceira do Aeroporto Carlos Prates. João Bosco era quem pilotava a aeronave na ocasião. Ele e um aluno ficaram feridos.

Fonte: EM.

Escreva um comentário

2 × 3 =

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.
Ao enviar esse comentário você concorda com nossa Política de Privacidade.

Comentários

comentários