SAER/SC tem primeiro Agente de Polícia Civil a comandar aeronave policial

O Policial Civil Alexandre Minoru Kaida pode ser considerado um exemplo de pessoa determinada.  Há apenas 6 anos na Polícia Civil ele é o primeiro Agente de Polícia a se tornar Comandante Aéreo Operacional do Saer- Serviço Aéreo da Polícia Civil Catarinense.

Com força de vontade e dedicação Kaida conseguiu superar a tradição de que somente Oficiais de Instituições Militares ou, Delegados de Polícia Civil, poderiam se tornar pilotos de unidades operacionais aéreas. Além disso, a Polícia Civil Catarinense é a única do país que permite em seu quadro a formação de pilotos que não sejam Delegados de Polícia.

 Mas, até obter a certificação de piloto de helicóptero, Kaida passou por um árduo processo de formação. Depois de trabalhar por seis meses como agente de polícia na 1° Delegacia de Polícia de São José e na Central de Operações Policiais (COP), em 2008 ele ingressou no Saer e passou a atuar como Tripulante Operacional Multi Missão.

 A formação como piloto:

Em 2009, por intermédio de um projeto institucional para formação de novos pilotos, o nome do Agente Kaida foi selecionado pela Polícia Civil para iniciar o processo de capacitação e certificação para pilotar helicópteros. Naquela ocasião, os requisitos necessários e impostos pela Polícia Civil para seleção dos candidatos, eram a aprovação prévia na prova teórica da Anac_ Agência Nacional de Aviação Civil e obtenção do CCF – Certificado de Capacidade Física no Hospital da Aeronáutica. Etapas que já haviam sido vencidas pelo Policial.

 Naquele mesmo ano, obteve o brevê de PPH- Piloto Privado de Helicóptero em curso na “Edra- Escola de Aviação” de São Paulo com 36 horas de instrução prática. Em 2010 na continuidade da formação, obteve o PCH- Piloto Comercial de Helicóptero em curso na “Rangel Escola de Aviação”, com 64 horas de prática.

 Após o término desta etapa, veio a instrução continuada para Operações Policiais, pelo instrutor da unidade do Saer de Santa Catarina, Delegado Jonas Santana Pereira, etapa esta de suma importância para a carreira de piloto policial.

 Somente agora, em abril de 2012, após acumular mais de 500 horas de vôos e operações aéreas, Kaida passou a ser um dos Comandantes da Aeronave “Polícia Zero Uno”, um helicóptero Esquilo B2, em uso pela Polícia Civil Catarinense.

Uma solenidade, em data a ser definida pelo Delegado Geral, Aldo Pinheiro D’Ávila, marcará o ingresso de Kaida no comando da aeronave.

 O Agente de Polícia Darlan Emir Reitz deve completar as horas mínimas de vôo dentro de poucos dias e também passará a ocupar a posição de piloto do Saer.

Atualmente, o Saer conta com 2 comandantes (Del Djalma e Agente de Polícia Kaida); 4 co-pilotos e 11 tripulantes operacionais. A tripulação atua em Operações Policiais, com cobertura de incursões urbanas por terra ou em combate aéreo, se necessário, além de resgates em altura e na água e apoio a outras instituições da segurança pública.

Fonte: PC/SC

16 COMENTÁRIOS

  1. Parabens Kaida pela determinacao em cumprir os requisitos e felicidades em sua nova carreira, quem sabe em breve nao nos encontrenos no ar.
    ATT FELICIANO
    SAMU192/SC

  2. Parabéns, que sirva de exemplo para outras instituições e que o protecionismo funcional fique de lado. A diferenciação da atividade profissional com o cargo, pois a autoridade em comando é o piloto e não a autoridade policial do delegado de polícia.

  3. Caro Cmte,

    Primeiramente, gostaria de parabenizar o Cmte. Alexandre Kaida para força e determinação nessa caminhada, árdua, dígasse de passagem, que é se tornar um piloto de Defesa Social.

    O outro tópico que gostaria de comentar é o acesso de pilotos de polícia civil, que em alguns estados ainda não proporcionam o acesso de outros policiais, a não ser delegado de polícia.
    Sem ter a intenção de polemizar ou ofender qualquer instituição desta Federação, na aviação de Minas, estamos operando desde 1994, com Investigadores de Polícia, realizando trabalhos significativos na área de aviação de Defesa Social, sem que, com isso (pilotos investigadores) as missões fossem aquém das realizadas por outro servidor, que não o da carreira de investigador.

    Em contrapartida, conheço e sou amigo de excelentes pilotos-delegados, inclusive um em especial, que acaba de ser nomeado o primeiro delegado de polícia piloto em Minas Gerais, em “contra sensu” a situação dessa matéria, merecendo aqui também o nosso cumprimento pela determinação do nobre colega delegado.

    Assim caros amigos, em minha míope reflexão, o comando está ligado diretamente a : determinação, dedicação, força de vontade, perseverança e “apoio interno” da corporação. Todos que assim o fizerem (no âmbito da polícia civil de Minas, da qual sou integrante e tenho conhecimento de causa), deveriam ter a oportunidade de “alcançarem voos mais altos”. na sua Instituição.

    Deixo aqui meus votos de MUITO SUCESSO E REALIZAÇÕES, ao nosso novo comandante de aeronave INVESTIGADOR DE POLÍCIA, ALEXANDRE MINORU KAIDA, bem como, a todos que não desistiram de seus sonhos e estão nessa maravilhosa caminhada.

    Abraço aos amigos pilotos e tripulantes da aviação de Defesa Social e demais.

    Investigador de Polícia Nível Especial
    Carlos Vítor Serra Teixeira
    Comandante de Esquilo da Polícia Civil de Minas Gerais

    • Tenho a honra de ser o Delegado de Polícia, então coordenador do SAER, a realizar o projeto para abertura de vagas para policiais de todas as carreiras da Polícia Civil/SC, embora tenha enfrentado muitas resistência. Hoje, aposentado, tenho orgulho de ter sido instrutor do Cmte Kaida, um profissional e homem de invejável estatura moral e técnica.
      Cmte Jonas Santana Pereira

      • Nobre colega Jonas, primeiramente parabéns pela iniciativa! A exemplo da Polícia Federal, desde Escrivães de Polícia, Papiloscopistas e integrantes de outras carreiras podem integrar o serviço aéreo policial, desde que aprovados em concurso interno e demais etapas de seleção!!! Gostaria de manter um contato mais próximo com V.Sa pois tenho interesse em saber quais os caminhos percorridos para alcançar essa meta na PC/SC meu email pessoal é [email protected] PPH/SP e Escrivão da Policia Civil de SP

    • saudações.
      gostei demais dessa materia.
      mas , afinal de contas.
      em Minas Gerais , o delegado pode ou nao ser piloto de helicoptero ?
      e em quais Estados não pode ?
      muito obrigado

  4. Grande Japa!! Felicitações pela conquista, fruto de Vossa competencia e determinação. Certamente, novas vitórias virão.
    Bons vôos sempre.

    Jairo Oliveira – CAP PMPI

  5. Parabéns pela conquista. Vamos comemorar com ostra gratinada!!!
    Abraço aos demais companheiros pilotos do SAER

    Maj CBMAM Carlos Tupinambá – INVH

  6. Bom dia Srs (as). Meus cumprimentos ao novo Cmt Anv e aos amigos (as) do SAER da Polícia Civil Catarinense pela nova conquista. Instituição que sempre tem trabalhado de forma integrada aos demais Grupamentos Aéreos Catarinenses (BOA, BAPM e DOA), em especial nos eventos de socorrimento público e nas calamidades e em atuações em conjunto com as defesas civis. Aproveito a oportunidade para parabenizar também as Policias Civis do RS, SP, RJ, MG, GO e DF que possuem Unidades Aéreas e desempenham papel importantíssimo nas ações preventivas e repressivas no combate a criminalidade, e também nas ações de defesa civil, sendo destaques imprescindíveis em suas Organizações. Edupércio Pratts – Ten Cel BM Cmt BOA/CBMSC.

    Twitter: @ARCANJO_01
    @EdupercioPratts

    Facebook: [email protected]

  7. Há uma informação equivocada na matéria, em BSB , por exemplo, não há nenhuma limitação quanto ao cargo ocupado pelo policial civil. Existe inclusive uma agente de polícia ( equivalente ao cargo de inspetor) que pilota aeronaves desde o mês de março de 2012. Em muitos estados há pilotos ocupantes de outros cargos de carreira policial diferentes do ocupado pelos delegados. Saudações, colegas.

  8. O que eu gostaria de saber é porque só certas pessoas tem permissão para fazer tal curso? Porque não se ver a verdadeira vocação da pessoa, antes de ver suas patentes ou coisa assim? Nos EUA sargento pilota C130, e ai?

  9. Meu caro amigo Alexandre,

    Desde que o conheci, sempre o admirei por sua dedicação, persistência e principalmente por sua moral e ética policial e como cidadão.
    Afinal de contas, você é meu sobrinho. Tenho orgulho de ter tanto na Polícia Militar, como na Polícia Civil, grandes amigos, a começar pelo pai do atual Delegado Geral Dr. Aldo Prates.
    Temos nas famílias, Campos, Franzosi e Kaida, escrito algumas páginas que tornam a Polícia Catarinense, independente de Civil e Militar, uma das melhores do Brasil.
    Continue a alçar altos vôos na nossa nobre profissão.
    Você é uma pessoa vencedora.

    NILO SERGIO CAMPO/CELPM/RR/SC

  10. Alexandre,

    Que o Grande Arquiteto do Universo sempre derrame seus eflúvios, pois tenho certeza que sua missão, na Polícia Civil de Santa Catarina, sempre será coroada de êxitos.

    Nilo Sergio Campos/CEL PMRR/SC

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

3 × três =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários