- Anúncio -

Alagoas – O Ministério da Saúde (MS) suspendeu o repasse de R$ 5,936 milhões destinados ao incentivo de custeio mensal da Central de Regulação das Urgências (CRU), Unidades de Suporte Básico (USB), Unidades de Suporte Avançado (USA), Motolância e Aeromédico, pertencentes ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) do Município de Maceió (AL).

Segundo a portaria não houve o cumprimento de algumas exigências por parte da Secretaria Estadual de Saúde (SESAU), que administra o serviço em Alagoas. A Portaria nº 2.572, de 30 de Setembro de 2019, foi publicada na edição do Diário Oficial da União (DOU) de terça-feira (1º).

De acordo com a portaria, a suspensão é resultado do relatório de uma auditoria feita pelo Departamento Nacional de Auditoria do Sistema Único de Saúde (SUS) e da nota técnica emitida pela Coordenação-Geral de Urgência sobre o serviço em Alagoas. A portaria não informa, no entanto, detalhes sobre o resultado dos dois documentos.

Segundo a SESAU, atualmente o Samu Alagoas dispõe, em Maceió, de nove Unidades de Suporte Básico (USBs) e cinco Unidades de Suporte Avançado (USAs UTI móvel), uma delas para o Serviço Neonatal. Além disso, conta com quatro motolâncias e Serviço Aeromédico (UTI Aérea).

Samu Aeromédico realiza o socorro de duas crianças. Foto: Samu Alagoas.
- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários