- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Pará – A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) já transferiu 488 pacientes com COVID-19 entre os dias 18 de janeiro e 22 de maio, para conter o avanço da doença nos municípios da região oeste do Estado, a mais afetada durante a segunda onda da pandemia.

Desse total de remoções, 474 ocorreram por via aérea, através de empresas aéreas contratadas, e 14 por via fluvial. Todas as transferências foram realizadas exclusivamente pela Central de Regulação da Sespa.

As remoções partiram de municípios do extremo Oeste, como Faro, Terra Santa, Oriximiná e Aveiro para o Hospital 9 de Abril na Providência de Deus, em Juruti, e para os hospitais públicos regionais do Baixo Amazonas, em Santarém, e do Tapajós, em Itaituba.

Além das transferências, o Grupamento Aéreo de Segurança Pública (GRAESP) vem realizando a distribuição das vacinas contra a COVID-19. No sábado (22) e domingo (23), cinco aeronaves foram empregadas na missão. Ao todo, mais de 102 mil doses dos imunizantes Sinovac e Astrazeneca foram distribuídas para sete Centros Regionais de Saúde.

“O governo do Estado, por meio da Sespa, continua fazendo o monitoramento diário da região, levando suporte aos municípios e atendendo à necessidade de insumos e de remoções, até que a situação se estabilize”, informou o secretário estadual de Saúde, Rômulo Rodovalho.

No oeste, equipes de saúde a bordo da embarcação Papa Francisco realizou nos municípios de Almeirim, Prainha, Monte Alegre e Alenquer, 766 consultas médicas, 1.173 exames laboratoriais e 327 exames de imagens. Durante oito dias, o total de procedimentos chegou a 23.157, incluindo ainda teste rápido, oferta de medicação, verificação de sinais vitais e atendimento em enfermagem.

Também no formato itinerante, a Policlínica está atendendo municípios da região. No roteiro que começou por Altamira, ainda na região do Xingu, já esteve em Placas, Rurópolis, Trairão, Itaituba e em Uruará, com dois dias de atendimento em cada um, com 200 senhas diárias para consultas médicas.

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários