- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Santa Catarina – O Serviço de Atendimento e Resgate Aeromédico (SARA) do município de Chapecó, que atua integrado com o Serviço Aeropolicial de Fronteira (SAERFRON), passará a contar a partir do dia 11 de fevereiro com dispositivo para transporte aeromédico de crianças (neonatos e lactentes), Babypod 20.

O equipamento foi adquirido pelo Consórcio Intermunicipal de Saúde do Oeste de Santa Catarina (CIS-AMOSC), através de convênio firmado entre os 52 municípios consorciados com a Polícia Civil, através do SAERFRON.

O equipamento foi vendido pela empresa Euromarket, representante oficial do equipamento no Brasil. A entrega do equipamento acontecerá no dia 11 de fevereiro, às 10h00 na sede do SARA/SAERFRON, no Aeroporto Serafin Enoss Bertaso, em Chapecó. Nesse dia também ocorrerá a oficialização da renovação do convênio com CIS-AMOSC.

Valores

Os equipamentos foram adquiridos com valores arrecadados dos municípios participantes do CIS-AMOSC. No total, os equipamentos adquiridos somam R$ 77.582,00. A Babypod, cápsula para transporte de crianças (neonatos e lactentes) foi adquirida pelo valor de R$ 59.000,00.

Uso da Babypod no Brasil

No Brasil, alguns serviços aeromédicos já utilizam a Babypod. Um deles é o Serviço de Operações Aéreas do SAMU/SESA Paraná, nas Bases de Cascavel e Maringá. Em Cascavel, foram realizados em sete anos, mais de 350 transportes neonatais. O serviço é pioneiro na implantação do Projeto Aeropolvo, transporte humanizado de recém-nascidos. (saiba mais)

Babypod utilizada pelo serviço aeromédico do SAMU do Paraná. Transporte de recém-nascido realizado de Umuarama para Londrina em 11 de Janeiro de 2018.

Babypod 20

O equipamento é utilizado para transportar bebês recém-nascidos de 2 a 8 kg em um ambiente aquecido, seguro e protegido. O dispositivo utiliza a mesma tecnologia, materiais e recursos de design que protegem os pilotos da Fórmula 1.

Para a sua produção, a fabricante Advanced Healthcare Technology (AHT) realizou parceria com os especialistas da Williams Group para criar essas cápsulas. A Baby Pod é leve, fácil de manusear e pode ser fixada em qualquer maca de transporte terrestre ou aéreo disponível atualmente.

Com um casco monocoque de carbono, essa incubadora, com apenas sete quilos, é capaz de suportar um impacto de até 20G, algo muito útil para a segurança dos bebês nos transportes terrestres e aéreos. Além disso, ela não requer fonte de alimentação para manter os bebês aquecidos.

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários