Itália – O serviço de resgate aéreo 118 realizado por meio de helicóptero em Bolonha completou 35 anos. Bolonha é a capital histórica da região de Emília-Romanha, no norte da Itália. Desde junho de 1986, 30 mil missões foram realizadas, entre elas a tragédia Salvemini, o acidente de Ayrton Senna, em Imola, e a explosão do caminhão-tanque em Borgo Panigale, em 6 de agosto de 2018.

O primeiro atendimento aconteceu no dia 14 de junho de 1986, quando foram acionados para resgatar vítima de acidente de trânsito na Rodovia A1, km 194. O serviço de resgate por meio helicóptero foi o precursor de um modelo totalmente gerenciado e integrado ao Serviço Nacional de Saúde (SSN) e que, só mais tarde, seria replicado para todo o país.

O SSN é um sistema de estruturas e serviços que visa garantir a todos os cidadãos, em condições de igualdade, o acesso universal à prestação equitativa dos serviços de saúde na Itália.

Nesses 35 anos, o serviço cresceu. Nos últimos quatro anos, a utilização do helicóptero foi ampliada para 24 horas. Até agosto de 2019, as operações noturnas eram limitadas ao uso de 17 locais de pouso iluminados e agora passaram a ter 387 áreas.

Além disso, a partir de 1º de abril de 2021, graças à implantação da capacidade operacional da tripulação, concomitante à aquisição das tecnologias de OVN (Óculos de Visão Noturna), agora é possível pousar o helicóptero na escuridão absoluta e principalmente nas proximidades do acidente.

Outro marco importante para o serviço foi a implantação do “Projeto Blob” (“Sangue a Bordo”). Na prática, as transfusões de sangue para o paciente resgatado agora podem ser feitas diretamente no local da emergência, antes de serem transferidas para o hospital. De outubro de 2020 até hoje, 15 traumas graves foram tratados com esse método.

O helicóptero transporta 2 bolsas de sangue universal grupo 0 Rh negativo, fornecidas pelo Centro de Transfusão do Policlínico Riuniti, e 2 gr. de fibrinogênio, um medicamento usado para recuperar a capacidade de coagulação do sangue.

O sistema regional de resgate de helicópteros une o serviço de Pavullo nel Frignano (MO) às outras duas bases da região de Emília-Romanha (Ravenna e Parma), onde está em operação um helicóptero HEMS/HSR (Helicopter Emergency Medical Service e Helicopter Search and Rescue) equipado com guincho para resgates em ambientes montanhosos e hostis.

O serviço atua sob a coordenação do Centro Operacional 118 Emília Ist, Modena, configurando-se como o segundo helicóptero para as três províncias italianas, bem como toda a cordilheira dos Apeninos.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

três + 11 =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários