Na quarta-feira (27), o Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA) do Paraná e o Batalhão de Aviação da Polícia Militar de Santa Catarina (BAPM) realizaram cerimônia militar para comemorar seus aniversários de criação e início das respectivas operações aéreas.

O BPMOA do Paraná comemorou 11 anos de criação e o BAPM de Santa Catarina, umas das unidades aéreas de segurança pública mais antigas do Brasil, completou 35 anos de operações. Desde sua criação em 1986, o BAPM realizou mais de 37 mil missões, tendo atuado diretamente no salvamento, resgate e transporte de mais de 12 mil pessoas, além das operações policiais e outras ocorrências.

Atualmente a unidade está presente nas cidades de Florianópolis, Joinville, Lages e Balneário Camboriú, conta com o efetivo de 98 policiais militares e possui seis aeronaves, sendo três helicópteros Esquilos, um helicóptero Koala e dois aviões, todos com a designação de “Águia“.

No Paraná, os “Falcões” completaram 11 anos. Criado em 2010, o BPMOA atendeu 4.400 pessoas em operações aeromédicas e salvamentos, com mais de 5.300 ocorrências policiais. Em 2021 realizaram importante apoio à saúde no combate à pandemia de COVID-19, com mais de 97 voos para a distribuição de vacinas em todo o estado.

Está sediado no aeroporto do Bacacheri, em Curitiba, possui bases descentralizadas em Londrina e Ponta Grossa, além da base litoral montada durante a Operação Verão na UPA de Matinhos, PR e opera seis aeronaves, sendo quatro helicópteros (01 Bell 206, 02 EC130 B4 e 01 R44) e dois aviões (Cessna Skylane e Baron BE58).

Escreva um comentário

nove − dois =

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.
Ao enviar esse comentário você concorda com nossa Política de Privacidade.

Comentários

comentários