Era mais um dia comum, com um grande número de solicitações de missões de Norte a Sul do país, quando a área de atendimento da Unimed Aeromédica recebeu mais uma demanda. Do outro lado da linha, uma equipe médica, em Teófilo Otoni, buscava ajuda para o transporte de um paciente com COVID-19, que havia conseguido uma vaga em Belo Horizonte.

Durante o protocolo de triagem médica, reconfirmação, preparação de equipamentos para decolagem, a equipe foi informada que o paciente estava utilizando o ECMO (Equipamento de Oxigenação Extracorpórea por Membrana).

Trata-se de um aparelho de oxigenação extracorpórea, que por meio dele o sangue do paciente passa por uma membrana que faz a troca do oxigênio e gás carbônico e envia de volta através de uma bomba. Começava então um grande desafio para as equipes, já que esta seria a primeira experiência em um transporte de paciente utilizando este equipamento.

Para o assessor da Unimed Aeromédica, Délio Pereira dos Santos, a qualidade técnica da equipe fez toda a diferença para que este transporte fosse executado com sucesso. “Um dos diferenciais da nossa empresa é a capacitação dos profissionais. Nossa equipe técnica é formada por um médico e um enfermeiro, selecionados de acordo com as suas especialidades e as necessidades de cada paciente”, completou Délio.

Neste ano, Unimed Aeromédica completa 25 anos de atuação e conta com mais de 4,9 milhões de clientes, mais de 40 mil transportes realizados e segundo dados da empresa, possui cerca de 95% de clientes satisfeitos.

Unimed Aeromédica realiza o primeiro transporte de paciente com ECMO

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

três × 2 =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários