Vazio real…

Nádia Tebicherane

Tempos estranhos. Uma preocupação imensa com nossos jovens. Há um volume descomunal de informação, ou desinformação, não se sabe,  que nos chega via diversas mídias. É uma torrente de notícias irrelevantes, opiniões sem fundamento, coisas inúteis que, ao contrário do esclarecimento, promovem uma espécie de pane mental.

É preciso uma formação muito firme, de muita conversa e bons exemplos para estar a salvo desse bombardeio de bobagens.

vazio real

Sempre nos preocupamos em orientar os nossos para um pensamento organizado, construtivo. Para o desenvolvimento da fé em si mesmo e em Deus. Por fim, uma postura bacana diante da vida e todo o caminho que eles irão percorrer.

Mas o que nos chega é relativo somente ao corpo. Aos músculos que não podem cair e devem ser mais definidos do que o caráter, ao rosto que não pode vincar, a roupa que tem que abalar… O corpo é mesmo um templo, mas foi criado para abrigar o que de fato é sagrado: o espírito. Este sim, nos fortalece, nos faz diferentes, especiais, melhores.

Enquanto Descartes revira no túmulo, vai longe o tempo em que as pessoas precisavam pensar para existir.

Tomara essas pessoas não se percam nas futilidades que invadem nossas salas em alta definição. Tomara não fiquem aprisionadas nessa rede tão presente e tão ausente, tão próxima e tão distante… Cheia de um vazio que deixou de ser virtual para ser real.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

1 × 5 =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários