Cinco anos após início de obra, heliponto é inaugurado

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Rio Grande do Norte – Cinco anos após o início das obras, o heliponto do Instituto Doutor José Frota (IJF), no Centro de Fortaleza, foi inaugurado na manhã do dia 10/10. O projeto surgiu em 2005 e começou a ser executado em 2008. O atraso foi atribuído a problemas no projeto original, no repasse de verbas, na adequação das obras e na burocracia em torno da construção em cima dos oito andares do prédio. Com capacidade para receber três helicópteros simultaneamente, a pista de pouso tem 784 metros quadrados e fica a 59 metros do chão.

img_0709

Além da pista, bandeja de proteção, rampas de acesso e iluminação noturna fazem parte da estrutura, que custou R$ 3,9 milhões. Dos dois elevadores privativos que dão acesso à área do heliponto, apenas um está em operação. De acordo com o engenheiro fiscal responsável pela obra, Carlos Machado, o funcionamento do elevador parado e a pintura de algumas estruturas que se encontram desgastadas são os últimos detalhes e devem ficar prontos até o fim de outubro.

Na manhã do dia 10/10, um helicóptero EC 145 da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) pousou antes da solenidade para simular a chegada de um paciente. Antes da pista no IJF, os helicópteros pousavam e decolavam na Praça Clóvis Beviláqua (Praça da Bandeira), com interdição do espaço e transtornos para o trânsito local. Os pacientes eram levados até o hospital em uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

O transporte de órgãos para transplantes também deve ser facilitado. Segundo o prefeito Roberto Cláudio (PROS), a rapidez no deslocamento é essencial para preservar órgãos que chegam de outras unidades e de outros municípios.

img_0760

O transporte aéreo de pacientes se destina a casos graves e situações de emergência, tanto na Capital quanto no Interior. De acordo com a secretária municipal da Saúde, Socorro Martins, o serviço é para o socorro de todos os cidadãos. “Não serão levados em consideração classe social ou condição econômica”, ressaltou.

De acordo com Roberto Cláudio, a estrutura facilita a chegada de três aeronaves da Ciopaer, compradas pelo Governo do Estado especificamente para salvamentos. A equipe que acompanha os helicópteros é treinada para resgate em serras, no mar e regiões de acesso complexo.

Melhorias para o IJF

Durante a inauguração, foram prometidas melhorias para o hospital. Até o fim de 2013, a meta da Prefeitura é zerar o número de pacientes em leitos nos corredores, que hoje abriga cerca de 50 pessoas nessa situação. Segundo Roberto Cláudio, a média era de 150 pacientes nos corredores no início da gestão. Para a unidade hospitalar, o prefeito também previu obras de adaptação e expansão. A solenidade ainda contou com a presença do secretário Odorico Monteiro, do Ministério da Saúde, o superintendente do IJF, Walter Frota, vereadores e funcionários da unidade.

img_0892

Para entender

2005

Idealização do projeto pela Prefeitura e previsão para captar recursos federais.

2008

Início das obras, com conclusão prevista para o mês de abril do mesmo ano.

2009

Abril: Problemas para içar as primeiras vigas mestras por motivos de inadequação do tamanho das peças em relação à abertura entre a cobertura e o concreto no alto do prédio.

Outubro: Prazo para o fim das obras expirado mais uma vez.

2010

Janeiro: O atraso foi atribuído a pendências no projeto original pela direção da unidade. As obras estavam em 75%.

Abril: Prazo para o fim das obras expirado novamente.

2011

Maio: Obras em 85% de conclusão. Segundo a gestão do IJF, haveria problema de repasse de verbas pela Prefeitura.

2012

Maio: A direção do hospital atribui o atraso a “questões burocráticas”. A conclusão foi então prevista para setembro do mesmo ano.

Setembro: Novo prazo expirado.

2013

Agosto: Prefeitura prevê inauguração para setembro do mesmo ano.

Outubro: Inauguração do heliponto com capacidade para até três aeronaves. Segundo Roberto Cláudio, as obras foram concluídas ainda em setembro. A solenidade ficou para outubro devido à agenda do prefeito.

img_0760

Saiba mais

O IJF é o maior hospital de urgência e emergência do Estado e tende a receber casos que poderiam ser resolvidos em unidades de atenção primária. Para desafogar o IJF, a Prefeitura realiza reformas em 60 postos de saúde e promete a construção de outros 25.

De acordo com o prefeito Roberto Cláudio e com a secretária da Saúde, Socorro Martins, os pontos reformados devem ser entregues à população a partir da próxima semana. Vinte e oito unidades tinham conclusão de obras prevista para o dia 1º de outubro. “Ocorreram alguns atrasos, mas até o fim de outubro todos devem estar prontos”, garantiu o prefeito.

Outros dois hospitais públicos possuem heliponto em Fortaleza: o Hospital da Mulher, no Jóquei Clube, e o Hospital Geral de Fortaleza (HGF), no Papicu.

Fonte: O Povo.

Foto: Queiroz Netto.

- Anúncio -

1 COMENTÁRIO

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários