Conheça a primeira mulher a pilotar o Bell Huey II da polícia no Rio de Janeiro

- Anúncio -

Primeira mulher a pilotar avião da Polícia Militar, a tenente coronel Clarisse Antunes, de 42 anos está prestes a enfrentar um novo desafio: pilotar o Bell Huey II (chamado de caveirão aéreo). Ela irá assumir o posto de subcomandante do GAM (Grupamento Aéreo Marítimo da PM), carreira que sempre foi dominada por homens. Mas isso não é problema para Clarisse.

Ten Cel Clarisse - primeira mulher a pilotar caveirão aéreo da polícia no Rio de Janeiro

— A profissão independe de sexo. Seja homem ou mulher tem que estudar bastante, se empenhar e encarar esses desafios que são colocados na vida da gente.

Com duas filhas, a policial já tem 22 anos de carreira e há sete anos conseguiu a licença para voar. Clarisse comanda 176 policiais, participa de reuniões e pilota aeronaves que apoiam as operações policiais.

Como piloto, Clarisse já participou de operações importantes. Em 2011 levou ajuda para famílias que sofreram com as enchentes na região serrana do Rio. Este ano ela participou do processo de pacificação do complexo do Lins. Dias antes, ela também esteve no tiroteio com traficantes do morro da Covanca, na zona oeste do Rio.

Agora, a policial vai pilotar o helicóptero blindado da PM, conhecido como o caveirão aéreo. Para ela este é um desafio, já que é uma aeronave diferente e que comporta seis policais armados na parte de trás.

Clarisse só perde o foco no trabalho quando as filhas ligam, mas ela diz que só atende quando dá. Ela também usa um colar com um pingente para lembrar delas.

Fonte: R7

- Anúncio -

1 COMENTÁRIO

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários