Minas Gerais – No final da tarde de domingo (13), equipe da Coordenação Aerotática (CAT) da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), em ação integrada com o Corpo de Bombeiros, SAMU e Secretaria de Saúde, transportou uma criança de um ano e seis meses picada por um escorpião em Itabira, na região Central de Minas Gerais.

Tripulantes da Coordenação Aerotática, com equipe de saúde da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MG/SAMU 192), transportou o menino no helicóptero Carcará 01 até o hangar no Aeroporto da Pampulha, na Capital Mineira, de onde seguiu de ambulância para o Hospital Felício Rocho, onde está internado.

Criança picada por escorpião é transportada em helicóptero da Polícia Civil para hospital em BH.

O piloto Leandro Romano, que esteve à frente da ação, destaca o quanto é recompensador participar do salvamento de uma vida. “É muito gratificante para nós, policiais civis da Coordenação Aerotática, além de prover segurança para as equipes em terra nas diversas operações pelo estado e fora dele, também colaborar com o salvamento efetivo de vítimas que necessitam de um transporte aeromédico de urgência, quando minutos podem fazer a diferença entre a vida e a morte”, afirmou.

O coordenador da CAT, delegado Felipe Forjaz, destaca que a Polícia Civil realiza apoio aéreo em diferentes situações, incluindo o auxílio no salvamento de vidas. “A PCMG vem atendendo essas ocorrências aeromédicas há muitos anos. Isso em apoio às demais instituições do Estado, como no caso da Secretaria de Estado da Saúde, através do acionamento feito pelo Corpo de Bombeiros. A nossa atuação não se restringe às demandas institucionais. Elas vão muito além disso”, enfatizou.

Além do helicóptero, Felipe destaca que os drones também são fundamentais na missão de salvar vidas. O delegado conta que, no último mês, o condutor de uma motocicleta sofreu um acidente em Caratinga, no Rio Doce, e foi encontrado com a ajuda de um drone. “Ele passou a noite em uma vala e, apesar de todas as buscas que foram feitas no local, somente foi possível encontrá-lo com o uso de drone”, salienta.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

10 + 5 =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários