GRAER/PR simula resgate com uso de rapel

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Integrantes do Grupamento Aeropolicial e Resgate Aéreo (Graer) realizaram, nesta quinta-feira (06/06), no Aeroclube Graciosa, em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba/PR, um treinamento com simulação de resgate, com o uso de rapel. Participaram da ação 12 profissionais, entre policiais militares, civis e bombeiros.

Graer simula resgate com uso de rapel 9

De acordo com o comandante do Graer, tenente-coronel Orlando Arthur da Costa, esta prática é realizada a cada seis meses para manter a proficiência nos voos realizados. “Fazemos o treinamento para aperfeiçoar a qualidade do atendimento prestado às missões de segurança pública”, afirma.

O rapel em aeronaves para missões de resgate pode ser utilizado em ações de busca, salvamento e remoção de vítimas de acidentes, que possam estar confinadas ou presas em locais de difícil acesso, como matas, poços, edificações e ambiente de baixa luminosidade.

O Graer finalizou o treinamento com uma simulação de pouso no heliponto do Hospital do Trabalhador, em Curitiba.

MISSÃO – Além do apoio aéreo no policiamento ostensivo e em grandes operações realizadas no Estado, os helicópteros do Graer fazem transporte de urgência e emergência, em casos de acidentes nas estradas, por exemplo, além de transferência de pacientes para hospitais de alta complexidade. Os helicópteros do Graer também colaboram em ações de Defesa Civil e podem auxiliar outros estados, quando necessário.

O Governo do Estado, por meio do programa Paraná Seguro, instalou em Londrina a primeira base descentralizada do Graer, em 2012. A outra base fica em Curitiba.

Fonte: SSP/PR

- Anúncio -

1 COMENTÁRIO

  1. A Graer/P.R Présta um Grande Serviço a População Paranaense na Prestação de Serviço com Ùrgencia. É uma instituição que tem que ser Mantida para o bem da População Paranaense.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários