Novo patrulhamento aéreo será feito com supercâmera

Rio – O helicóptero policial paira no ar, quase invisível, a quatro quilômetros do teatro de operações, uma pacificação de favela com resistência de traficantes. De longe, a supercâmera fixada na aeronave aproxima a imagem dezenas de vezes e identifica quatro homens armados removendo blocos de drogas, às pressas, de um casebre para um carro.

O oficial tripulante se comunica com o comandante da operação em terra e dá as coordenadas do local. Em pouco tempo, quatro equipes surpreendem o bando por trás e prendem os traficantes.

diaaviador

Esta é uma situação hipotética. A partir de abril, porém, o Grupamento Aeromóvel (GAM) da Polícia Militar do Estado do Rio contará com supercâmeras para o novo patrulhamento aéreo permanente, que será implantado no Rio. Serão três helicópteros equipados com câmeras de alta tecnologia, semelhantes às usadas por redes de TV.

“Aumentar a eficiência”

Um episódio que demonstrou o poder dessas máquinas foi a imagem da fuga em massa de traficantes, na tomada dos complexos do Alemão/Penha, em novembro de 2010. O registro valeu prêmios para a TV Globo e chamou a atenção para o potencial estratégico para uma força policial.

Caberá ao GAM formatar e aplicar o novo radiopatrulhamento aéreo da corporação. “Vamos atender à PM e potencializar o patrulhamento ostensivo, aumentando a eficiência do serviço policial para a sociedade”, explicou o major Leitão, 37 anos e gerente da seção de projetos do Grupamento.

O novo patrulhamento aéreo começa em abril, de olho nos grandes eventos. Em 2013, o Rio receberá a Copa das Confederações e a Jornada Mundial da Juventude – evento católico, com a presença do novo papa; ano que vem será a Copa do Mundo.

Até as Olimpíadas, em 2016, serão comprados mais três helicópteros para o GAM. A prioridade será para as ocorrências de vulto, grandes eventos e ações estratégicas da Segurança Pública.

As câmeras serão adquiridas com verba da Secretaria Extraordinária de Segurança para grandes eventos, para os estados-sede da Copa, e chegam no meio de março, para treinamento. Cada equipamento custa R$ 3 milhões, metade do preço de um helicóptero.

Resgate de pessoas e PMs feridos

Fundada em 2002, a unidade, que integra o Comando de Operações Especiais (COE) da PM , é empregada principalmente em operações, em apoio ao Bope , Choque e outros batalhões. Também faz transporte de tropas e resgate de pessoas e PMs feridos.

O GAM conta com 11 pilotos e 16 copilotos, e 150 tripulantes, que voam em três helicópteros Esquilo, um Huey II (o ‘Sapão’) blindado e um Schweizer, para treinamento de pilotos – formados pela PM.

Fonte: O DIA. Reportagem de Raphael Gomide, do iG.

Foto: Daniel Queiroz – Asa Rotativa.

5 COMENTÁRIOS

  1. Parabens mas como o trabalho de investigação é da policia civil, quantas camêras desta eles vão ganhar no estado do RJ?
    Grato e bons vôos!!!!

  2. MAIS UMA BOA AQUISIÇÃO DO GOVERNO DO RJ NO COMBATE A CRIMINALIDADE. GAM OU CORE, SEJAM QUAIS FORAM OS PRECURSORES NO USO DO SISTEMA, A SOCIEDADE ÊH QUEM DEVE TER ESSE MÉRITO.
    FORTE ABRAÇO AOS AMIGOS CARIOCAS, EM ESPECIAL AO IRMÃOS MAJORES DUTON, MICHEL , FABIO BRAGA E LEANDRO.
    FIQUEM COM DEUS E BONS VÔOS.

  3. Espero que tenham lembrado tambem da nossa Policia Federal pois constitucionalmente cabe a mesma as investigações de grande vulto (trafico nacional e internacional). Alguem sabe quantas cameras e aeronaves ela vai ganhar? Grato mais uma vez!!!!!

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

dezesseis + sete =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários