PM sobrevoa rio atrás de corpo de mulher jogado por enteado, diz polícia

Paraná – Um helicóptero do Grupamento Aereopolicial de Resgate (Graer) da Polícia Militar (PM) sobrevoou o rio Tibagi, em Tibagi, na região dos Campos Gerais do Paraná, nesta sexta-feira (10), em busca do corpo de uma mulher de 52 anos. De acordo com a Polícia Civil, o enteado de 19 anos matou a madrasta durante uma discussão e depois, a jogou no rio na madrugada de domingo (5).

As buscas pelo corpo da mulher começaram na segunda-feira (6). Durante três dias, bombeiros percorreram de barco cerca de sete quilômetros para tentar localizá-lo. Como não houve algum sinal, o Graer foi chamado para ajudar nas buscas. Segundo o delegado Jairo Duarte de Camargo, o helicóptero será utilizado o tempo que for necessário.

Helicóptero do Graer chegou em Tibagi na manhã desta sexta-feira (10) para auxiliar nas buscas do corpo da mulher de 52 anos (Foto: Vanessa Rumor/RPC TV)

O caso

De acordo com Camargo, o enteado, o pai e a madrasta estavam em uma danceteria em Piraí do Sul, também na região dos Campos Gerais. Na madrugada de domingo, quando retornavam a Tibagi, a madrasta e o enteado teriam discutido, pois o rapaz estava dirigindo em alta velocidade. Durante a discussão, o rapaz virou para trás e atirou na mulher. “Depois de ter atirado, o enteado falou para o pai: ‘pronto, essa mulher não te enche mais o saco’”, conta o delegado.

Por meio de depoimento, o pai disse ter pulado do carro e fugido do local. Já o enteado confirmou que atirou na madrasta, jogou o corpo de cima da ponte da BR-153, que passa sobre o rio Tibagi e abandonou o carro. O automóvel foi localizado na cidade de Tibagi. Nele, foram encontrados manchas de sangue e um projétil.

O pai foi preso na quarta-feira (8) à noite, na rodoviária de Ponta Grossa, nos Campos Gerais. Segundo o delegado, o homem estava em um ônibus com destino a Foz do Iguaçu e iria fugir para o Paraguai. Já o enteado se entregou na delegacia de Piraí do Sul na quinta-feira (9) à tarde. Agora, pai e filho estão à disposição da Justiça.

Fonte: G1.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

4 × quatro =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários