Coração é captado no Hospital São José, em Joinville/SC

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Equipe do helicóptero Águia levou o órgão até o Aeroporto de Joinville, de onde foi levado para São Paulo.

Um procedimento de alta complexidade realizado nesta quarta-feira (10) no Hospital Municipal São José, em Joinville. Ele irá impactar de forma extremamente positiva um paciente do Hospital Israelita Albert Einsten de São Paulo. O coração de um joinvilense, morto em um acidente de trânsito, foi retirado no centro cirúrgico da unidade – com autorização de seus familiares – e será transplantado para o receptor ainda nesta quarta.

Equipe do helicóptero Águia levou o órgão até o Aeroporto de Joinville, de onde foi levado para São Paulo.

A captação do coração foi realizada pelo cirurgião cardiovascular Robinson Poffo, joinvilense que atualmente coordena o Centro de Cirurgia Cardíaca Minimamente Invasiva e Robótica do Hospital Israelita Albert Einstein de São Paulo. O médico contou com o auxílio de vários profissionais da saúde do Hospital Municipal São José, além da utilização da estrutura e equipamentos da unidade.

Segundo o enfermeiro coordenador da Comissão Intra-hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante do Hospital São José, Ivonei Bittencourt, o receptor do coração era o número um da fila nacional de pacientes que aguardam pelo órgão. “Ele está sobrevivendo com ajuda de aparelhos. É um paciente muito grave e teria pouco tempo de vida se não fosse transplantado logo”, afirma Ivonei.

Segundo Ivonei, o coração é um órgão com muitas particularidades para doação, por isso são poucas as captações. Diferente do rim, por exemplo, que possui um processo menos criterioso de captação para transplante. Ele ainda explica que um coração pode beneficiar até quatro pessoas. “Esse receptor de hoje receberá o coração inteiro, mas existem casos em que o receptor recebe somente válvulas cardíacas. Como há quatro válvulas no coração, a captação pode beneficiar até quatro pessoas na fila de espera”, conclui.

A equipe do helicóptero Águia, da 2ª Companhia do Batalhão de Aviação da Polícia Militar, levou o coração do Hospital São José até o Aeroporto de Joinville, onde o avião da Central de Transplantes esperava pelo órgão. Além do coração, foram retirados para doação o pâncreas, os dois rins, o fígado e as duas córneas do falecido. Ao todo, sete pessoas serão beneficiadas.

Fonte: ND Online

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários