GRAer/BA e bombeiros treinam resgate de vítimas de afogamento

Bahia – Seja na terra, seja no mar. O objetivo é salvar vidas. Por isso, 20 bombeiros guarda-vidas, entre oficiais e praças, iniciaram um estágio com aulas teóricas e práticas em operações com helicóptero, na Praia do Corsário.

O estágio, que durou três dias, terminou ontem.  Instrutores do Grupamento Marítimo (GMar) e Grupamento Aéreo (Graer) comandaram o trabalho, que  tem a pretensão de preparar os militares para o trabalho diário, mas  está de olho também na Copa do Mundo de 2014 e a Copa das Confederações, um ano antes, quando a cidade deve atrair ainda mais turistas.

Equipados com nadadeiras, snorkel (respirador com máscara) e rescue tube (tubo de salvamento ajustado na vítima), os guarda-vidas fizeram, ontem, uma demonstração com auxílio de um helicóptero do Graer. De acordo com o comandante da corporação, Coronel Dalton da Silva Barbosa, os 20 bombeiros foram lançados ao mar num esquema de revezamento, e depois, foram içados com auxílio de uma corda com alças.

Todo o treinamento foi acompanhado por uma equipe médica, com apoio de uma ambulância. “A utilização de aeronave nas ações com o GMar vai reforçar as atividades de salvamento. O helicóptero pode potencializar a capacidade de intervenção, no que concerne à retirada de vítimas da água com maior complexidade”, disse  o coronel, acrescentando que o treinamento visa eliminar os erros e aumentar a qualificação dos bombeiros.


Fonte: Correio, por Bruno Menezes.

Foto: Andréa Farias.


1 COMENTÁRIO

  1. Boa tarde!

    Gostaria de receber fotos desse equipamento que foi usado no resgate. É um sling duplo. Outra pergunta é se esse equipamento pode ser utilizado também em salvamento em altura, como por exemplo em pedras e etc. Onde adquirir.

    Sgt Isidoro
    Tripulante Operacional MG

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

3 × dois =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários