GRAER/PR completa seis meses em Londrina com 264 operações

O Grupamento Aeropolicial – Resgate Médico (GRAER/PR) completou seis meses de atividades em Londrina nesta quinta-feira (28/3). O helicóptero já realizou 264 missões, com 68 atividades de bombeiro, 151 de polícia e 45 diversas, como treinamentos e traslados.

GRAER PR em Londrina

O comandante do Graer em Londrina, major Júlio César Putti, acredita que é um número expressivo. “Ainda não tem a cultura do helicóptero em Londrina, ainda está se enraizando, mas até estamos surpresos com o número de ocorrências, porque estamos sendo muito solicitados”, comentou.

A base do grupamento em Londrina atende um raio de cem quilômetros, com vários municípios e uma população de quase dois milhões de moradores. Além das intervenções policiais, a aeronave vem sendo bastante requisitada para o trabalho aeromédico.

No último semestre foram 57 pessoas removidas até hospitais e seis pessoas resgatadas. Putti acredita que o helicóptero realmente ajuda no salvamento de vidas e conta que os profissionais ficam emocionados pela histórias encontradas nos atendimentos.

“O que marca muito para nós que atendemos esses resgates aeromédicos são as crianças. A gente fez o transporte de uma criança de Arapongas para Londrina, uma recém-nascida que teve alguns problemas no parto em relação à questão cerebral e precisava de transporte urgente”, comentou.

A região de Londrina conta com diversos entroncamentos de rodovias, o que aumenta a incidência de acidentes e também de transporte de criminosos. Na questão policial, Putti destaca a recuperação de carros roubados e a operação feita durante o jogo entre Londrina e Coritiba, na final do primeiro turno do Campeonato Paranaense.

“Nós trabalhamos com o helicóptero como plataforma de observação porque a visão de cima otimiza muito os meios embaixo. Você tem uma visão privilegiada e isso evitou muita depredação e vandalismo porque conseguiu se antecipar aos movimentos da massa que estava se deslocando”, explicou.

Atualmente, o Graer em Londrina trabalha com equipes de Curitiba em revezamento semanal e um helicóptero que possui cerca de 20 anos de uso. Segundo o major, a expectativa é que um novo veículo seja adquirido e entregue ao município ainda este ano.

Fonte: O Diário Londrina

Escreva um comentário

dezesseis + dezessete =

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.
Ao enviar esse comentário você concorda com nossa Política de Privacidade.

Comentários

comentários