GRPAe/SP transportou vacinas para salvar família em Santa Fé do Sul

A Polícia Militar de São Paulo, através da intervenção de seu Grupamento Aéreo, transportou vacinas contra botulismo, da cidade de São Paulo até o município de Santa Fé do Sul, a 631 Km da capital, auxiliando na medicação de 04 pessoas contaminadas.

O fato ocorreu em 19 de agosto por volta das 11h, quando Policiais Militares do 16º Batalhão de Polícia Militar do Interior foram atender solicitação da Santa Casa de Misericórdia do município de Santa Fé do Sul.

Os funcionários da Santa Casa de saúde chamaram a PM para apoiar no transporte de vacinas contra o botulismo, pois naquele hospital havia uma família, sendo dois adultos e duas crianças, contaminadas por essa doença, necessitando tomar a vacina num período máximo de 24 horas para sobreviverem.

A PM foi solicita porque somente o Instituto Pasteur,de São Paulo, teria esta vacina em estoque, sendo que o transporte por via terrestre não seria viável, colocando em risco a vida dessa família doente.

Diante desta situação, os Policiais Militares contataram o Grupamento Aéreo da Capital para transportar a tempo a vacina, percorrendo os 631 Km.

Com o apoio da equipe do 11º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano, área central da capital, retiraram as vacinas no Instituto Pasteur e levaram até o Hospital do Coração na Avenida Paulista, onde o Águia 16 conduziu as vacinas até o aeroporto Campo de Marte e de avião (King Air B200GT) seguiram para a cidade de Santa Fé do Sul, chegando naquela cidade por volta das 13h35min.

Segundo o Capitão Moisés, do Grupamento aéreo, o Comando da Aeronáutica permitiu que o avião saísse da rota habitual, permitindo que seguisse em linha reta do Campo de Marte, em São Paulo, até Santa Fé do Sul, concluindo o percurso em uma hora e quinze minutos.

Os pacientes que estavam contaminados por botulismo foram medicados à tempo de sobreviverem. A Polícia Militar trabalha em equipe em todo o Estado de São Paulo e utiliza todos os seus meios para auxiliar a população na segurança e salvar suas vidas!

Assista à reportagem do Domingo Espetacular:

Fonte: PMESP e R7.

1 COMENTÁRIO

  1. Parabéns ao GRPAe/SP, mostrando que a aviação de asa fixa é parecida mas não igual a asa rotativa….uma complementando a outra e ambas convivendo em harmonia….mostrando que o uso de aviões na segurança pública é extremamente necessário, e que avião e helicóptero é como pistola e fuzil, carro e moto, são diferentes e ambos necessários, onde um não exclui o uso do outro. Parabéns mais uma vez. Poder salvar uma vida é muito gratificante e a PMESP vem demonstrando isso com muita eficiência ao longo dos anos. Falo assim porque sou piloto de avião e de helicóptero, mas sei que alguns órgãos de segurança pública veem o avião como algo inútil ou sem aplicação nas atividades aéreas, quando seu uso está mais do que comprovado. Abço a todos do GRPAe/SP

Escreva um comentário

3 + 13 =

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.
Ao enviar esse comentário você concorda com nossa Política de Privacidade.

Comentários

comentários