Aviação Militar Paulista comemora hoje 100 anos – A medalha do centenário

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

O Centenário da Aviação Militar Paulista será comemorado hoje, 17 dezembro de 2013. O evento foi organizado pelo Grupamento de Radiopatrulha Aérea da Polícia Militar de São Paulo e estarão presentes diversas autoridades e convidados especiais.

Além da solenidade serão entregues as medalhas comemorativas do centenário para 40 agraciados. Para o evento também foram criados um brasão e distintivos comemorativos que serão usados pelo atual efetivo do Grupamento Aéreo. Após a solenidade acontecerá um jantar comemorativo.

A Aviação Militar Paulista começou no dia 17 de dezembro de 1913, quando a Polícia Militar ainda era Força Pública de São Paulo.

O Brevê Centenário usado por João Negrão

brevejoaonegraooriginal

Na época, a aviação era utilizada para combate, mas hoje sua função está mais voltada para as missões de salvamento, resgate aeromédico e apoio a ocorrências policiais.

“A missão dos primeiros pilotos era de combate, agora eles salvam vidas e combatem o crime. O fator mais importante que não mudou é o espírito guerreiro dos pilotos, tanto os atuais quanto os do início. Eles enfrentam qualquer desafio em prol do povo”, disse o tenente coronel Galdino Vieira, responsável pela organização do centenário.

Hoje, o Grupamento com quase 30 anos de existência, já soma mais 100 mil horas de voo. Foram mais de 9 mil ocorrência aeromédicas e quase 15 mil chamados para apoio policial. “Nosso lema é voar para servir, e voar com segurança”, resume o Coronel Gambaroni, que comanda o Grupamento.

O Centenário da Aviação da PMESP está sendo comemorado com a criação de uma medalha marcando o evento. Para isso, foi assinado o decreto pelo Governador do Estado. Conheça a medalha do Centenário da Aviação da Polícia Militar do Estado de São Paulo:

A Medalha do Centenário

medalhabarreta

As partes constitutivas da medalha abrangem todas as épocas da viação, abrangendo suas diversas fases. No anverso temos uma estrela de 32 pontas com o Campo do Guapira e seus Hangares, simbolizando a primeira sede da Aviação Paulista em 1913.

Acima deste, um avião utilizado pela Esquadrilha de Aviação da Força Pública durante a Revolução Constitucionalista de 1932, o Curtiss O-1E Falcon.

Externamente à estrela, um esplendor octogonal, representando prédios em perspectiva estilizados evocando a evolução e a modernidade do Estado de São Paulo no transcurso desses 100 anos.

No reverso, no campo central, o Brasão de Armas da Polícia Militar do Estado de São Paulo e, na orla, e em forma semicircular os dizeres: “1913 * CENTENÁRIO DA AVIAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO * 2013”; abaixo do Brasão de Armas da Polícia Militar encontra-se um retângulo em relevo, onde será inscrito o número da medalha em caracteres e tamanho definidos pela comissão da medalha em cada reunião da comissão. O nome do recipiendário se fará constar em um livro próprio, ressaltando-se a pessoa e sua contribuição para a Aviação Policial Paulista.

A barreta será a representação de uma seção da fita, carregada por outro modelo de insígnia de aviação usada nos anos 20/30.

A roseta é uma forma simplificada de um terceiro modelo de distintivo de aviação, este usado em fins dos anos 20 e 1930.


O Centenário da Aviação Militar Paulista


- Anúncio -

1 COMENTÁRIO

  1. […] No próximo dia 23 de agosto, a Aviação Naval da Marinha do Brasil estará completando um século de uma trajetória pautada pelo pioneirismo e repleta de fatos e personagens marcantes. Para celebrar a data, o Blog Aviação em Floripa produziu essa matéria especial, onde mostrou um pouco da sua história, das aeronaves utilizadas e dos Esquadrões e Organizações Militares ligadas a ela. Acima de tudo, é um tributo aos homens e mulheres que tanto no passado quanto no presente, voam e fazem voar as máquinas responsáveis por garantir do ar, a nossa soberania no mar. (Leia também: 100º Aniversário da Aviação Militar Paulista) […]

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários