Plano de Segurança prevê criação de bases destacadas do CIOpAer/CE

Está nas mãos do governador do Estado do Ceará e do novo secretário da Segurança Pública, coronel PM Francisco José Bezerra, um minucioso plano policial estratégico montado para impedir o avanço do crime organizado no Estado. Trata-se de um trabalho organizado por membros do Clube dos Oficiais da Polícia Militar e Bombeiros Militares do Ceará.

Na semana passada, o Diário do Nordeste teve acesso exclusivo ao documento que, para seus autores, poderá representar o marco para reduzir os índices da criminalidade no Estado.

O modelo estratégico, batizado de “Plano de Policiamento Ostensivo Preventivo”, foi dividido em duas partes. A primeira, denominada de “Cinturão de Proteção de Divisas”. A outra, “Cinturão de Proteção da Região Central em forma de círculo”.

As duas ações, integradas e simultâneas, representariam, segundo o presidente do Clube dos Oficiais, coronel PM Antônio Ivan Macedo, “uma grande muralha do Ceará no combate à violência e à criminalidade”.

No plano entregue ao governador, consta a ampliação do patrulhamento com aeronaves através da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer). Atualmente, apenas a Capital cearense conta com uma base (sede) da instituição.

Os três helicópteros “Fênix” somente são deslocados para o Interior quando ocorre algum acidente muito grave que necessite do emprego das aeronaves para o resgate de feridos; ou em ocorrências policiais de grandes proporções, como ataques a bancos, assaltos a carros-fortes, seqüestros, cercos com policiais feridos ou mortos, ou operações da Secretaria da Segurança.

Mas, no projeto elaborado pelo Clube dos Oficiais consta a implantação de quatro pontos para operações aéreas, sendo duas bases nas cidades de Sobral e Juazeiro do Norte, com helipontos, e mais duas subsedes, uma em Crateús e outra na cidade de Iguatu. As duas bases seriam montadas nos próprios batalhões responsáveis pela segurança de cada região.

O primeiro “cinturão” de proteção às divisas seria montado nos seguintes Municípios, Icapuí, Jaguaruana, Russas, Quixeré, Limoeiro do Norte, Tabuleiro do Norte, Alto Santo, Potiretama, Ererê, Pereiro, Umari, Baixio, Ipaumirim, Barro, Mauriti, Jati, Penaforte, Jardim, Santana do Cariri, Araripe, Salitre, Campos Sales, Antonina do Norte, Arneiroz, Parambu, Quiterianópolis, Novo Oriente, Crateús, Ipaporanga, Poranga, Croatá, Carnaubal, São Benedito, Tianguá, Viçosa do Ceará e Chaval.

O segundo “cinturão” seria montado em forma de círculo com o objetivo de proporcionar proteção aos Municípios da Região Central. Neste cerco, seriam mobilizados policiais para guarnecer as estradas de Canindé, Itatira, Madalena, Boa Viagem, Senador Pompeu, Quixeramobim, Banabuiú, Ibicuitinga, Ibaretama e Itapiúna.


Fonte: Rádio Liberdade AM


2 COMENTÁRIOS

  1. COINCIDENTEMENTE MEU TRABALHO E DO CAP MAIA, REFERENTE A CONCLUSÃO DO C.A.O. AQUI NA PMPE(TCC), É SOBRE A DESCENTRALIZAÇÃO DA AVIAÇÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DE DEFESA CIVIL EM PERNAMBUCO, PROPONDO A IMPLANTAÇÃO DE BASES AO LONGO DO INTERIOR.
    NOSSO TCC ESTÁ EM FASE INICIAL, E CARECE DE MAIS BASE TEÓRICA, POIS A NÍVEL DE BRASIL EXISTE MUITO POUCA LITERATURA SOBRE O ASSUNTO. E É JUSTAMENTE NESSE PRISMA, QUE GOSTARIA DE SABER COMO PODERÍAMOS FAZER UMA VISITA DE ESTUDO NO CIOPAER-CE, A FIM DE TROCARMOS IDÉIAS SOBRE O ASSUNTO.
    MEU CONTATO É: (81) 9977-4426, [email protected]
    GRATO,
    CAP PMPE ROMILDO – ASP92.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

oito − 8 =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários