Piloto civil canadense efetua resgate de policiais nas Cataratas do Niágara

Um piloto de helicóptero civil canadense e um policial do Niagara Parks fizeram parte de um resgate dramático, que tirou dois policiais americanos de um barco encalhado na beira do Horseshoe Falls.

A embarcação em perigo – um jetboat da New York State Police – se perdeu em meio à forte neblina sobre o rio Niagara, a caminho de outra missão de resgate, disseram autoridades.

Cegos pela neblina e incapaz de determinar o quão perto eles estavam das margens, os dois oficiais dos EUA jogaram a âncora do barco e esperaram por ajuda, disse a polícia.

“Eles podiam ouvir a queda d´água, eles podiam ver a queda. Era uma situação desesperadora para eles “, disse Ruedi Hafen, o piloto do helicóptero chamado para o apoio ao resgate.

Hafen disse que os dois policiais tiveram sorte da âncora ter ficado firme ou poderiam ter sido levados para as quedas d´água em menos de um minuto. O barco estava a cerca de 274 metros da queda.

Esta não foi a primeira vez que Hafen – um piloto veterano da empresa Niagara Helicopters, uma empresa privada que faz passeios sobre as quedas – esteve envolvido em resgates.

Hafen recebeu uma medalha de bronze por bravura em 2009 para usar suas habilidades para ajudar a salvar a vida de um homem de 30 anos que caiu sobre o Horseshoe Falls e resistiu às tentativas de ser resgatado.

No sábado, ele foi acordado às 6 da manhã por um telefonema de John Gayder, policial do Niagara Parks.

Gayder  disse que as autoridades canadenses foram chamados quando as tentativas de um resgate por terra se mostrou impossível, e os helicópteros do lado dos EUA da fronteira estavam impossibilidades de voar devido a neblina

“Eles estavam muito próximos das corredeiras”, disse ele. “Não havia outro meio de efetuar o salvamento, exceto por um helicóptero.”

Hafen decolou logo após seis horas com o policial Shawn Black e o engenheiro Ken Irvine, que atuou como um observador.

A equipe de resgate usou a técnica que é conhecida como o “short haul”, com o policial Black suspenso a partir de um cabo de 33 metros preso na parte inferior do helicóptero e Hafen posicionando-o para junto ao barco e retirando um oficial de cada vez.

Hafen, que aprendeu a voar na Suíça, seu país natal, ministra um programa de treinamento gratuito de resgate duas vezes por ano para a polícia e bombeiros de ambos os lados da fronteira. Um dos policiais em apuros havia efetuado seu programa de treinamento, disse ele.

Foi efetuada duas viagens para levá-los com segurança para a margem. Durante esse tempo o nevoeiro se dissipou e os oficiais – que ficaram presos na embarcação encalhada por cerca de quatro horas e meia – conseguiram perceber o quão perto eles estavam das quedas.


Nota do site:

As Cataratas do Niágara são um agrupamento de massivas quedas d’água localizadas no rio Niágara, no leste da América do Norte, entre os lagos Erie e Ontário, na fronteira entre o estado americano de Nova Iorque e da província canadense de Ontário. A altura das cataratas são de aproximadamente 52 metros, embora as Cataratas Americanas tenham uma queda livre de apenas 21 metros, antes de cair sob uma camada de rochas


Fonte/Fotos: The Star


2 COMENTÁRIOS

  1. Ai está um exemplo de que não interessa por quem a pessoa é salva ou resgatada desde que seja realizado. Parabéns ao piloto civil e que alias como ele existem muitos pelo mundo a fora que realizam estas missões.

  2. Esse salvamento foi um exemplo de superação técnica, que pode salvar muitas vidas, quando praticado por profissionais doutrinados e conscientes da segurança operacional. Interessante essa técnica do “short haul”… Lembra-nos o Mac Guire praticado com o Esquilo…

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

treze + quinze =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários